top of page
  • Foto do escritorClube FM

Tudo o que você precisa saber para curtir o festival Turá em Porto Alegre

Evento reunirá música, gastronomia e outras manifestações brasileiras neste sábado e domingo, no Anfiteatro Pôr do Sol. No line-up, estão confirmados Caetano Veloso, Emicida, Baco Exu do Blues, Fresno convida Pitty, Alceu Valença, Duda Beat, Marina Sena, Papas da Língua, Francisco, el Hombre, Jup do Bairro, Bloco da Laje e Bloco Império da Lã 



foto: flashbang


Festival que reuniu mais de 30 mil pessoas no último mês de junho, em São Paulo, o Turá expande a atuação no Brasil este ano com uma edição em Porto Alegre. O projeto, idealizado pela Time For Fun para celebrar a cultura brasileira, chega à capital gaúcha neste sábado e domingo, 18 e 19 de novembro, em parceria com a Maia Entretenimento, empresa que se soma ao projeto para agregar a expertise de atuação na região sul. O evento será realizado no Anfiteatro Pôr do Sol, marcando a retomada da ocupação cultural no histórico espaço que não recebe shows desde 2019. Como o manifesto do festival já adianta, a capital gaúcha será palco de dois dias com muita abertura, cultura, mistura e releitura, os quatro pilares que definem o Turá.



Como chegar e acessar


O acesso ao Anfiteatro Pôr do Sol será pela Avenida Edvaldo Pereira Paiva, que já fica tradicionalmente fechada para veículos civis nos sábados e domingos, sendo transformada em uma rua de lazer. Em ambas as datas, os portões serão abertos ao público às 13h.



Estrutura


Cerca de 50 carretas devem circular pelo local até o fim desta semana para trazer todos os materiais necessários para a montagem que, ao todo, soma mais de 530 toneladas. Para acomodar o público com conforto e oferecer diferentes experiências, o festival ocupará uma área gramada de cerca cercada de 6 mil metros quadrados. O palco desenvolvido especialmente para o evento ficará localizado em frente à concha acústica já existente, que não será utilizada, e terá mais de 144 metros de altura e 482 metros de largura, com dois telões de led, a cenografia que já é característica do Turá, além de mais de 40 toneladas de equipamentos de som e luz. A configuração do festival ainda inclui uma série de espaços para o público aproveitar entre um show e outro, como uma praça de alimentação para receber a gastronomia dos restaurantes convidados, tendas com ativações das marcas parceiras, áreas de descanso com redes e cadeiras de praia, banheiros espalhados por diversos pontos, além da infraestrutura de camarins e backstage.



Ingressos e bilheterias


Ainda há ingressos à venda em duas modalidades: avulsos, para cada um dos dias de evento, e em formato de passaporte, que dá acesso a ambas as datas do festival. As entradas podem ser adquiridas até domingo no site www.festivaltura.com.br/poa (com taxa de conveniência). Na bilheteria oficial, na PUCRS (Av. Ipiranga, 6681, no Saguão do Living 360°, no prédio 15), onde não é cobrada taxa de conveniência, é possível comprar ingressos até sexta-feira, das 9h às 18h. No sábado e no domingo, a bilheteria oficial será no Anfiteatro Pôr do Sol, com funcionamento das 10h até 21h30.



Além dos bilhetes no valor inteiro e de meia-entrada, é possível comprar o ingresso solidário, parceria do festival Turá com o Banco de Alimentos do Rio Grande do Sul que oferece 40% de desconto para quem doar, na entrada do evento, 1kg de alimento não perecível para a compra do ingresso avulso e 2kg de alimentos não perecíveis para a compra do ingresso passaporte. Os tickets têm preços a partir de R$ 205 (meia-entrada, terceiro lote, para um dos dias de evento) e podem ser parcelados em até 3x sem juros. Clientes do Banco do Brasil ainda podem aproveitar outros benefícios: portadores dos cartões Ourocard têm 20% de desconto no preço dos bilhetes avulsos ou de passaporte, nas modalidades inteira e meia-entrada, podendo adquirir até quatro entradas por CPF, e ainda parcelar o valor em até 4x sem juros (o desconto não é cumulativo com o ingresso solidário).



Objetos permitidos na entrada do festival


O ingresso comprado (único e exclusivo meio de acesso ao festival), documentos pessoais, óculos, barra de cereal, água mineral em copo plástico de 200 ml (até três unidades por pessoa), capa de chuva, protetor labial, frutas cortadas, alimentos industrializados lacrados, chapéu ou boné, canga, mochila ou bolsa pequena.



Objetos proibidos na entrada do festival


Garrafas, latas, bebidas, utensílios de armazenagem, embalagens rígidas com tampa, copos térmicos, capacetes, cadeiras ou bancos, armas de fogo e armas brancas, objetos pontiagudos, cortantes e/ou perfurantes, correntes e cinturões, fogos de artifício, objetos de vidro, câmeras fotográficas ou filmadoras profissionais ou com lente destacável, cartazes feitos com papelão grosso e/ou fixados a madeiras, canudos rígidos, animais (exceto cães de assistência, identificados e acompanhados de pessoa com deficiência); bastão para tirar foto, drones ou similares, guarda-chuva, substâncias inflamáveis, corrosivas e ou tóxicas, cigarro eletrônico, revistas, jornais, livros e copo térmico ou similares.



Classificação etária


Para acessar o festival, jovens de 10 a 14 anos precisam estar acompanhados de seus responsáveis legais. A partir de 15 anos não é necessário acompanhante. Está vedada a entrada de menores de 10 anos.



Pagamentos dentro do festival


Será utilizado o sistema de cartão cashless tanto para o consumo de bebidas, quanto para o de comidas. Ao chegar no festival, o público poderá se dirigir a um dos caixas fixos ou volantes, fazer o cadastro e colocar o valor desejado. Será debitado um valor de R$ 7, denominado "taxa caução". Ao finalizar o uso do cartão de consumo cashless e somente caso efetue a devolução do cartão no posto de reembolso presente dentro do festival das 14h às 22h, o público poderá optar por receber uma água ou o reembolso da taxa caução. O reembolso do saldo remanescente poderá ser solicitado seguindo as instruções informadas em www.reembolsocashless.com.br/festivalturapoa. O pedido poderá ser feito pelo site a partir das 10h do dia 21 de novembro até às 23h59 do dia 5 de dezembro (mediante cobrança da taxa de reembolso) ou na bilheteria da PUCRS, de 21 de novembro até 5 de dezembro, conforme horário de funcionamento da bilheteria (de segunda a sexta, das 9h às 18h).



Line-up


O projeto conta com mais de 20 artistas e mais de 14 horas ininterruptas de música. No sábado, o início dos shows será às 13h50, em clima carnavalesco, com o Bloco Império da Lã interpretando repertório que vai desde uma versão samba-enredo da clássica canção Amigo Punk até um passeio por temas já entoados por grandes nomes da música brasileira, de Tim Maia a Mamonas Assassinas. Depois, às 15h20, será a vez da multiartista paulistana Jup do Bairro se apresentar, mostrando sua fricção entre música, cinema e artes plásticas. Em seguida, às 16h45, o público poderá acompanhar a reunião da banda Papas da Língua, após quatro anos de hiato, com a formação original que tem Serginho Moah, Zé Natálio, Léo Henkin e Fernando Pezão. Às 18h20, o músico pernambucano Alceu Valença assumirá os microfones, colocando à disposição da plateia os maiores sucessos dos seus quase 50 anos de carreira. E às 19h55 haverá o importante encontro de duas grandes atrações rock com o show Fresno convida Pitty. O encerramento do dia ficará por conta do rapper paulista Emicida mostrando, às 21h40, o repertório do álbum AmarElo, além de outras músicas que marcaram a sua carreira. Nos intervalos de cada um dos shows, haverá ainda sets especiais assinados por DJs das festas Céu Bar + Arte by Johnny 420, Blow Up, Cabaret e Cadê Tereza? por Nanni Rios.



Já no domingo, a festa começará às 14h com as fantasias, as marchinhas, os sambas e o alto-astral do Bloco da Laje, seguida, às 15h30, pelos acordes latino-americanos do quinteto Francisco, el Hombre, que tem rodado o Brasil comemorando sua primeira década de trabalho. Na sequência, duas mulheres que vêm ganhando cada vez mais destaque na cena musical brasileira assumem o palco: primeiro, às 17h05, a mineira Marina Sena, que trará para o Turá toda a sua ginga, carisma, sensualidade e atitude com um repertório que vai do trap e reggaeton ao R&B e soul; depois, às 18h40, a pernambucana Duda Beat com uma performance cheia de personalidade, que conta com banda completa e coreografias acompanhadas pelo seu corpo de bailarinos. O penúltimo show da noite será do ​​do cantor e compositor baiano Baco Exu do Blues, às 20h15, trazendo uma avalanche de sentimentos e musicalidade com versos que falam de amor e outros temas de sua vida. O encerramento do evento será feito por Caetano Veloso, a partir das 21h50, mostrando seu mais recente trabalho, Meu Coco, e outros clássicos que marcaram gerações brasileiras. Entre as apresentações, o público também poderá conferir a discotecagem assinada pelo festival Morrostock, a dupla de DJs Carol Sanches & Raquel Pianta, o DJ Chernobyl e, novamente, Cadê Tereza? por Nanni Rios.



Gastronomia


O projeto também receberá outras manifestações que colaboram para a construção da identidade do país, como a gastronomia, e resgatará a pluralidade brasileira, celebrando o afeto, o convívio, as lembranças, as raízes e o hoje. Para a sua estreia em Porto Alegre, o Turá reuniu restaurantes que enaltecem a culinária de norte a sul do Brasil. O 20barra9 representará a culinária do Sul com um prato bem típico da casa dos gaúchos, o carreteiro, além de outras opções, como burger na brasa. A gastronomia do Sudeste ficará à cargo do Kari'oka Lounge, que levará um pedaço do Rio de Janeiro para dentro do festival servindo itens como dadinho de tapioca, torresmo de barriga de porco e bolinho de feijão. Os sabores do Norte e do Centro-Oeste serão representados pelo Tanga Mandá Pio, que oferecerá duas receitas especiais para cada região: para a primeira, o bolinho de pirarucu e mandioca empanado na pankô com gergelim e o mousse de cupuaçu com calda de chocolate amargo, laranja e cumaru; e, para a segunda, o croquete de carne seca e a galinhada com farofa de couve. Já as delícias nordestinas serão preparadas pelo restaurante Du Nordeste que terá acarajé, bolinho de aipim recheado com carne de sol e queijo, além de cocada mole e brigadeiro de paçoca. E para os veganos e vegetarianos, o Mantra ainda servirá seu bolinho de feijoada com creme de couve e um baião de dois especial.



Acessibilidade e inclusão


O festival contará com diversos recursos para que pessoas com deficiência física, visual, auditiva ou intelectual tenham todo o suporte necessário para aproveitar o evento. Em diferentes pontos do parque, o público poderá contar com atendimento exclusivo de uma equipe preparada, assim como aparelhos de audiodescrição, com a narração em tempo real dos acontecimentos, e fones de ouvido para pessoas com espectro autista. No telão dos shows, haverá tradução em Libras, a Língua Brasileira de Sinais. Para pessoas com deficiência (PcDs), haverá uma plataforma elevada com visão para o palco e bares, tendas de alimentação e banheiros acessíveis. Além disso, cardápios em áudio estarão à disposição e um canal de atendimento via WhatsApp, com acesso por QR Code. Os recursos oferecidos pelo festival são uma parceria com a All Dub, empresa especializada em acessibilidade para todos os públicos.



Para que o público possa aproveitar livremente, o festival também firmou uma parceria com a Livre de Assédio, plataforma pioneira em operações de ações preventivas contra todo o tipo de discriminação - sexual, moral, racial ou outra. Na preparação para o evento, haverá a confecção de uma cartilha de tratamento humanizado, além de orientação, capacitação e treinamento das equipes envolvidas com a organização, atendimento e segurança dentro do parque. Além disso, estarão disponíveis, tanto para o público quanto para os prestadores de serviço, uma tenda de acolhimento e denúncias, assim como canais de atendimento que poderão ser acessados via WhatsApp escaneando o QR Code impresso nos cartazes espalhados por diversos pontos para orientar qualquer pessoa que precise de apoio. 



Sustentabilidade


A estreia do Turá na capital contará com diversas iniciativas sustentáveis, repetindo operações que vêm sendo realizadas desde o surgimento do festival, em 2022, em São Paulo. Entre os destaques estão ações de gestão de resíduos, que transcendem a mera coleta. Com o conceito de "aterro zero", o Turá busca evitar o descarte em aterros, promovendo a redução, reutilização, reciclagem e compostagem. Assim, o evento coloca em prática a economia circular, maximizando o valor dos materiais ao longo do ciclo de vida. Para isso, o festival conta com o apoio da empresa Ciclo. A parceria envolve a integração de cooperativas de catadores, que desempenham um papel crucial na separação e destinação apropriada dos materiais coletados - uma ação que não apenas promove a preservação ambiental, mas também gera renda e promove a inclusão social para as comunidades envolvidas, fortalecendo a dignidade e a sustentabilidade econômica. Outras práticas sustentáveis adotadas pelo Turá são a reutilização da cenografia de outras edições do evento e a conscientização ativa dos participantes sobre a importância da preservação ambiental - o projeto trabalha em estreita colaboração com toda a sua equipe para garantir que público e colaboradores compreendam a importância da economia circular e saibam como contribuir para a reutilização e reciclagem em ciclos contínuos.



Mais sobre o festival


A edição em Porto Alegre será a primeira do evento fora da capital paulista. O Turá estreou em 2022, no Auditório Ibirapuera, com apresentações de nomes como Emicida e Paulinho da Viola. Houve ainda espaço para encontros inéditos em cima do palco, como foi o caso de Nando Reis com Jão, e Baco Exu do Blues com Illy e Marina Sena. O sucesso se repetiu na segunda edição, realizada nos últimos dias 24 e 25 de junho na capital paulista, reunindo 30 mil pessoas e shows de atrações como Jorge Ben Jor, Zeca Pagodinho, Maria Rita convidando Sandra de Sá, Gilberto Gil & Família, Pitty convidando Marcelo D2 & Céu e Joelma convidando Mariana Aydar.



Em Porto Alegre, o evento tem realização da T4F em parceria com a Maia Entretenimento, é apresentado pela Hering, tem o Banco do Brasil como meio de pagamento oficial, a Corona como cerveja oficial, o patrocínio da Chevrolet, apoio de Colgate Plax, Mike's e Schweppes, além de Red Bull como fornecedor oficial e Nivea como protetor solar oficial. Rádios 102.3 e Atlântida são media partners.




SERVIÇO


Festival Turá Porto Alegre


Dias 18 e 19 de novembro de 2023


Sábado e domingo, das 13h às 23h


Anfiteatro Pôr do Sol (Av. Edvaldo Pereira Paiva, 1888 - Praia de Belas - Porto Alegre/RS)



PROGRAMAÇÃO COMPLETA


13h - Abertura dos portões



Sábado, 18 de novembro


13h50 - Bloco Império da Lã


15h20 - Jup do Bairro


16h10 - Céu Bar + Arte by Johnny 420


16h45 - Papas da Língua


17h45 - Blow Up


18h20 - Alceu Valença


19h20 - Cabaret


19h55 - Fresno convida Pitty


21h05 - Cadê Tereza? por Nanni Rios


21h40 - Emicida



Domingo, 19 de novembro


14h00 - Bloco da Laje


15h30 - Francisco, el Hombre


16h30 - Morrostock


17h05 - Marina Sena


18h05 - Carol Sanches & Raquel Pianta


18h40 - Duda Beat


19h40 - DJ Chernobyl


20h15 - Baco Exu do Blues


21h15 - Cadê Tereza? por Nanni Rios


21h50 - Caetano Veloso



Ingressos


A partir de R$ 205,00 (meia-entrada, terceiro lote, para um dos dias de evento)



Pontos de venda


Online (com taxa de conveniência): www.festivaltura.com.br/poa    


Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência) - somente até sexta-feira, dia 17 de novembro: PUCRS - Av. Ipiranga, 6681 (Saguão do Living 360° - prédio 15 - em frente à PUCRS Store) - Partenon. Horário de funcionamento: das 9h às 18h.


Bilheteria oficial (sem taxa de conveniência) - no sábado e domingo, dias 18 e 19 de novembro: Anfiteatro Pôr do Sol (entrada pela Av. Edvaldo Pereira Paiva). Horário de funcionamento: das 10h às 21h30.



Mais informações no site www.festivaltura.com.br e no Instagram @festivaltura.poa




CLUBE 885. Muito mais que rádio!

14 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page